Google+ Followers

domingo, 13 de março de 2016

Biquíni de puta, agora de frente (clique para ampliar)


6 comentários:

  1. Adorei, Z!

    A exposição é, sem dúvidas, um dos pontos mais densos da dominação/submissão. Em circunstâncias como essa, não é apenas o corpo da sub que está suscetível, mas sobretudo o psicológico. Imagina a vergonha, o constrangimento e os conflitos na cabeça da escrava quando ela tem a obrigação de se portar assim, como uma puta, ao ter que vestir um micro biquíni que mal tapa a metade da boceta e das tetas. E o mais interessante é que deve haver uma dualidade interna na escrava: ao tempo da vergonha, o prazer indescritível de servir ao seu dono e ser adestrada por ele. A prisão em si mesma, na verdade é a maior liberdade sexual certamente nunca dantes experimentada. Os orgasmos costumam ser muito intensos! O processo de evolução da Raiane está de vento em popa! Tá lindo!
    Gustavo

    ResponderExcluir
  2. extramente Linda... que bikini fantastico.
    casalvodka

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo adestramento da escrava, a submissão dela esta cada vez melhor a buceta recheada com o bikine ficou linda, a exposição ao sol ira deixar marcas fantásticas nesse belo corpo.
    Com certeza ela deve estar tendo orgasmos inesquecíveis, e ira com a permissão do dono tocar diversas siriricas lembrando dos dias em que ficou exposta.
    Alias seria um video interessante a escrava toando uma siririca bem molhada, fica a sugestão.
    sdesafo

    ResponderExcluir
  4. Mr. Z, acredito que um dos maiores prazeres, tanto do dono como da escrava, seja a expectativa de que alguém apareça e a flagre na situação constrangedora. Pergunto se isto já aconteceu. Especificamente neste viagem? Haveria como descrever o ocorrido?

    ResponderExcluir
  5. Mr. Z, tenho a mesma dúvida do anônimo acima. Só que estendendo a pergunta dele, fora da viagem alguém já presenciou a exibição?

    ResponderExcluir
  6. Linda escrava mas confesso assim com biquinis de puta fica ainda mais

    ResponderExcluir